Primeiros Poemas / As Mãos e Os Frutos / Os Amantes Sem Dinheiro

Primeiros Poemas As M os e Os Frutos Os Amantes Sem Dinheiro None

  • Title: Primeiros Poemas / As Mãos e Os Frutos / Os Amantes Sem Dinheiro
  • Author: Eugénio de Andrade
  • ISBN: null
  • Page: 238
  • Format: Paperback
  • None

    One thought on “Primeiros Poemas / As Mãos e Os Frutos / Os Amantes Sem Dinheiro”

    1. This book marks the beginning of Eugenio de Andrade collection works in the Assírio & Alvim catalogue. The author's work begins in 1942 with "Adolescente", a book that ends up denying as "Pureza", 1945. Of these two books makes later a brief selection entitled "Primeiros Poemas", which integrates the present edition."As Mãos e os Frutos" is published in 1948 having earned rave reviews from Vitorino Nemesio, Jorge de Sena and Eduardo Lourenço, among others. Two years later, Eugene publishe [...]

    2. o amor, a melancolia, a tristeza, a perda, a mãe. uma colectânea bela que reúne três pequenos livros de poemas de EdA.

    3. Ganhei este livro por ter ficado em 1º lugar no IX Bibliopaper das Letras 2013 na minha escola secundária. Foi o terceiro e último ano em que participei, uma vez que terminei o 12º este ano.Gosto imenso de Eugénio de Andrade, uma das três provas deste concurso é ler ou declamar (de cor) um poema e na segunda vez que participei, e foi a primeira vez que ganhei o concurso, escolhi o poema "Adeus", porque é absolutamente belíssimo e este livro acaba exactamente com este poema, o que é per [...]

    4. Ler tudo em:aminhaleituras/201“Os Amantes sem Dinheiro”, lançado em 1950, trata-se de cerca de vinte poemas, todos titulados. Transversalmente, podemos considera-lo como sendo pontuado por três grandes temas: a liberdade (personificada numa gaivota), a mãe e o amor. É inclusivamente o último poema, “Adeus”, que nos traz o que fica do fim de uma relação.

    5. Cada vez mais apaixonada por Eugénio de Andrade. Adoro a simplicidade e a ternura dos poemas deles. E também a dor, o vazio e a solidão de alguns. É já um dos meus poetas favoritos de todos os tempos!

    6. This is the first poetry book i recall reading and to be honest it was a great way to quick poetry off for me.My expectations were frankly low for this as i've never been the type to enjoy poetry, which is fairly acceptable, i believe, once you consider that the only other occasion on which i read poetry was in school, in a contest where i, just as my colleagues, was ever so likely to dislike it due to the class environment, the mandatory caracter of the whole experience among other things.Thus [...]

    7. "Os amantes sem dinheiroTinham o rosto aberto a quem passava.Tinham lendas e mitose frio no coração.Tinham jardins onde a lua passeavade mãos dadas com a águae um anjo de pedra por irmão.Tinham como toda a genteo milagre de cada diaescorrendo pelos telhados;e olhos de oiroonde ardiamos sonhos mais tresmalhados.Tinham fome e sede como os bichos,e silêncioà roda dos seus passos.Mas a cada gesto que faziamum pássaro nascia dos seus dedose deslumbrado penetrava nos espaços". (Eugénio de An [...]

    Leave a Reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *